Cãs's Blog : 2015

sábado, 31 de outubro de 2015







                                          











A terceira idade, que acontece mais ou menos aos 60 anos, ambos os sexos sofrem com diversos preconceitos e tabus. Há quem acredite que nessa fase, homens e mulheres esquecem-se das atividades sexuais por causa das limitações do corpo recorrente da faixa etária. 



De fato, algumas doenças podem interferir na vida sexual de pessoas em qualquer faixa etária, como a mastectomia (retirada da glândula mamária) costuma comprometer a sexualidade da idosa devido à vergonha e o medo de ser rejeitada pelo parceiro.

Após a menopausa, a mulher pode apresentar diminuição da libido (desejo), falta de orgasmo, diminuição da lubrificação da vagina e dor durante a relação sexual. Mas esses distúrbios são plenamente corrigidos com o uso de medicação apropriada através da reposição hormonal.



Já no homem, experimenta nessa fase crises emocionais que se refletem no seu vigor sexual, a ereção não será mais a mesma, a excitação demora mais a chegar e o sexo é mais rápido.

O homem pode ter a diminuição da sensibilidade na região do pênis, mas na grande maioria das vezes são os fatores emocionais que atrapalham a satisfação sexual.



É importante que homens e mulheres percebam que a atividade sexual permanece na terceira idade. Na terceira idade, além da satisfação física, o sexo reafirma a identidade de cada parceiro, o vínculo, a intimidade e a sensação de afeto, demonstrando que cada pessoa pode ser valiosa para a outra.

Mas muitas mulheres vivem nesta fase uma nova liberdade; aprendem a gostar de si e de seu corpo, abertas a sensações e sem tanta cobrança.



Aprendam a valorizar a possibilidade de estar com o parceiro; reaprendam a namorar; redescubram prazeres; experimentem o novo, o afeto, a alegria.


Fontes:http://www2.uol.com.br/www2.uol.com.br/Fotos:www.google.com.br   Vídeo:www.youtube.com


sábado, 24 de outubro de 2015

Sheherazade denuncia como Dilma quer ‘extorquir’ mais R$60 bilhões dos b...

DANÇA

                       

                             
                                 O QUE A DANÇA PODE FAZER POR VOCÊ?







Devido ao processo de envelhecimento do corpo, os idosos pensam que não podem fazer nenhum tipo de exercício físico. Assim os movimentos do cotidiano e o desenvolvimento motor ficam um pouco mais lentos e comprometidos.

O seu equilíbrio psicológico também é afetado. Por isso é muito importante que os idosos pratiquem exercícios físicos para ajudar a melhora seus movimentos nas suas atividades diárias. 

Estudos feitos demonstraram que a dança para idosos é uma das melhores formas de prevenir a doença de Alzheimer e a perda de memória. Isso em relação a outras atividades comuns na terceira idade.

A dança para idosos também pode ser usada como terapia e ainda ajuda a melhorar o equilíbrio, a resistência e a velocidade de caminhada, que são os principais fatores que levam a queda.

Através da dança, os idosos podem trabalhar seus músculos, o que ajuda a combater os efeitos da idade.

Dançar é uma atividade aeróbica que queima muitas calorias e melhora o funcionamento do coração, diminuindo os problemas como a pressão alta, doenças cardíacas e diabetes, fortalece o coração e melhora o seu humor geral.

Um dos grandes problemas encontrados em pessoas na terceira idade é a depressão. Ela é resultado das mudanças do corpo, que leva o idoso a não poder fazer o que antes fazia parte da sua rotina. Assim, ele acaba não saindo mais de casa e não tendo mais contato com outras pessoas, muitas vezes, até familiares.

A dança para idosos, por ser uma atividade feita em grupos, auxilia na interação social do idoso, possibilitando que ele desfrute da companhia de outros dançarinos e crie laços de amizade.

...então, vamos dançar.

Fontes: http://doutissima.com.br/ http://www.unimep.br/

Fotos: www.google.com.br Vídeo: www.youtube.com


sábado, 10 de outubro de 2015

Musculação

Musculação na terceira idade





A antiga imagem passiva da “cadeira do vovô” vem sendo substituída pela concepção de uma vida mais dinâmica e ativa. Associada ao alongamento, a musculação melhora a flexibilidade, a força e o equilíbrio, reduz significativamente os riscos cardíacos, os riscos de quedas, a osteoporose e as incapacitações físicas, ajuda a prevenir ou solucionar o sobrepeso e melhora a postura e o condicionamento psíquico.

Algumas doenças que vêm junto com o envelhecimento como a osteoporose, a hipertensão arterial, e o diabetes, as doenças degenerativas e as cardiopatias também podem se beneficiar dos exercícios. 

Assim, a musculação não só ajuda as pessoas a viverem mais como a terem uma melhor qualidade de vida.

Com a progressão da idade, nossa estatura começa a diminuir, os desvios da coluna aumentam, a coordenação motora se faz mais difícil, o equilíbrio diminui, mais gordura é acumulada e perde-se massa muscular.

A musculação pode minorar ou corrigir muitos desses males e quanto mais cedo ela for iniciada, melhores serão os resultados, mas ela pode ser começada a qualquer momento da vida, desde que os exercícios sejam perfeitamente adequados e orientados por um profissional habilitado e, de preferência, acompanhados por um personal trainer.

Ajuda na prevenção de muitas enfermidades como hipertensão arterial, diabetes mellitus, obesidade. Em muitos casos complementa ou substitui a ação de medicamentos. Fortalece os músculos e diminui a pressão sobre as articulações e melhora a auto-estima ao inserir ou reinserir a pessoa em novas atividades.

Antes de iniciar qualquer atividade física, o ideal é obter a avaliação e a orientação de um médico da sua confiança para evitar futuros problemas.

Fonte: www.abc.med.br/ Fotos: www.google.com.br/ Vídeo: www.youtube.com

sábado, 3 de outubro de 2015

Alzheimer dentro de casa


O Alzheimer é uma doença degenerativa que envolve a perda gradativa de diversas capacidades importantes para o ser humano, como linguagem, memória, cálculos e julgamento, planejamento e organização e, posteriormente, funções motoras.

Os indivíduos com a doença precisam intensamente do auxílio de cuidadores. Geralmente, a doença acentua características de comportamento comuns ao indivíduo ao longo da vida. 

Na alimentação dê preferência a locais tranquilos e iluminados   use cores contrastantes entre o prato e a toalha de mesa, isso o ajudará na visualização dos alimentos.

Utilize sinalizadores nas paredes, com setas indicando onde fica o banheiro, cozinha; isso ajuda na localização dentro de casa.

Adapte o banheiro às necessidades do idoso. Se o idoso for muito agitado, uma boa dica é começar o banho pelo pé.


Seja objetivo ao falar. Frases curtas são mais fáceis de serem compreendidas. Avisar sempre o que vai ser feito em seguida, isso desperta o idoso para a ação: "agora vamos comer, agora vamos tomar banho" etc.

Dormir e acordar sempre no mesmo horário ajuda o indivíduo com Alzheimer a ter mais noção do tempo e da passagem dos dias.


Se for o caso, na hora de contratar um cuidador, o importante é que ele seja simplesmente alguém que consiga ajudar a família a cuidar do idoso. Não precisa necessariamente ser um enfermeiro.

Fonte: www.einstein.br Sabrina Marcondes Teixeira   
Fotos: www.google.com.br     Vídeo: www.youtube.com

sábado, 26 de setembro de 2015

Solidão


Solidão é um sentimento no qual uma pessoa sente uma profunda sensação de vazio e isolamento e não é o mesmo que estar desacompanhado. Estar sozinho pode ser uma experiência positiva, prazerosa e trazer alívio emocional, desde que esteja sob controle do indivíduo.

Muitos idosos lidam bem com esta situação e até fazem da Terceira Idade, a melhor fase de suas vidas, saindo para dançar, participando de grupos de atividades e curtindo tudo o que a vida pode lhes oferecer sem dar espaço para a solidão

De fato, nosso organismo fica mais vulnerável com o passar dos anos e, assim, vai perdendo suas reservas, mas manter a autoestima em alta. 


Um dos grandes dilemas dos idosos é assumir para si mesmos que a idade chegou e conseguir manter o ânimo mesmo. 

O aposentado, outra situação que leva os idosos ao isolamento, é a sensação de inutilidade diante da aposentadoria, principalmente para os homens, deixar de trabalhar significa deixar de ser útil.


Se a sensação de ficar parado incomoda, o lazer na terceira idade tem o objetivo de despertar as potencialidades dos idosos para aspectos criativos e sociais, estimulando a socialização, o compartilhar de experiências, a sensibilidade, as emoções, a comunicação, o aprendizado de coisas novas, permitindo-lhes uma vida ativa sem obrigações...

Procure um Centro de Convivência na sua cidade.

Fontes: pt.wikipedia.org www.minhavida.com.br/  
Fotos: www.google.com.br   Vídeo: www.youtube.com

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

sábado, 12 de setembro de 2015

Tai chi chuan



Harvard Medical School, divulgou com as cinco melhores atividades físicas para todas as faixas etárias, uma em especial é destacada pela famosa universidade americana quando o assunto é benefícios para a terceira idade: o tai chi chuan

Considerada uma das mais importantes artes marciais chinesas, a prática incorpora movimentos lentos e relaxantes, que promovem uma maior percepção da respiração, da mente e do corpo. A prática é eficaz para o desenvolvimento da estabilidade postural de pessoas com Parkinson, não à toa, profissionais chamam o tai chi chuan de "meditação em movimento".

Outra referência sobre a prática do Tai Chi é ser eficaz no desenvolvimento da estabilidade postural de pacientes com a doença de Parkinson, de acordo com um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa de Oregon (Estados Unidos). Bom para o corpo e para a mente, os benefícios não param de ser pesquisados. se praticado por pacientes com diabetes tipo 2, pode ajudá-los na melhora dos parâmetros metabólicos (como do perfil lipídico — colesterol e triglicérides) ainda que sejam obesos. 

Já pensou em tentar? Procure uma academia na sua cidade.

Fontes:revistavivasaude.uol.com.br/zh.clicrbs.com.br/
Fotos:www.google.com.br Vídeo: www.youtube.com

sábado, 5 de setembro de 2015

Meditação


                                  MEDITAÇÃO

A meditação é um recurso que permite ao ser humano atingir estágios de consciência, reconhecido pela neurociência. 

Além da percepção sensorial e da respiração profunda, quem medita tem outros benefícios. O primeiro é reconhecer sua verticalidade. Ou seja, a prática é feita na postura vertical: sentado, em pé ou até andando, só não deitado.

Na meditação, o cérebro está funcionando em ondas cerebrais mais lentas, que normalmente se apresentam em sono profundo. Essa intestino, hábito, receita fez com que idosos melhorassem a qualidade do sono e se curassem de problemas como hipertensão, diabetes, depressão, dores físicas, entre outras doenças crônicas.

Hospital Geral de São Mateus, está acompanhando idosos que adotaram técnicas de meditação para alterar o estilo de vida. Após dois meses de acompanhamento em um grupo de 70 pessoas, 59 deles afirmaram praticar meditação ao menos uma vez por dia. Nesse grupo que manteve o hábito diário, resultados preliminares mostraram que melhoraram a postura e o humor, a respiração, a disposição, sono e a alimentação, Uma parte deles melhorou ainda o hábito intestinal, dores físicas e a memória.


De acordo com os pesquisadores, a meditação tem se mostrado um importante recurso de promoção de saúde e transformação de vida. Na prática da meditação, observou-se um resgate do sentido da vida e da libido, acarretando saúde e bem-estar.


Se você gostou veja outros vídeos de Flávia Melissa (Meditação para quem nunca meditou: 1.) 

Fonte: noticias.r7.com/  Fotos: www.google.com.br  Vídeo: www.youtube

sábado, 29 de agosto de 2015

Alimentação




Uma alimentação saudável e a prática regular de atividades físicas, são medidas importantes para auxiliar um envelhecimento ativo. 

A alimentação desregrada, rica em gorduras, sal e açúcares, pobre em verduras, legumes e frutas, pode causar muitos problemas de saúde, entre eles a obesidade, anemia, diabetes, hipertensão, entre outros.

Evite refeições volumosas, coma menor quantidade e mais vezes ao dia. Estabeleça horários rotineiros para as refeições. Coma devagar, mastigando bem os alimentos, isso contribui para a sensação de saciedade, facilita a digestão e aumenta o aproveitamento dos nutrientes.

As frutas, legumes e verduras são ricos em vitaminas, sais minerais e fibrasevitam a prisão de ventre e contribuem para proteger a saúde e diminuir o risco de várias doenças.



Leites, queijos e iogurtes são as principais fontes de cálcio na alimentação. 
O cálcio atua no fortalecimento dos dentes e ossos. O cálcio é essencial na regulação dos batimentos cardíacos. Prefira os queijos brancos, que são menos gordurosos.

Bom apetite!


Fonte: www.pbh.gov.br/     Fotos: www.google.com.br      Vídeo: www.youtube.com

sábado, 22 de agosto de 2015

Exercícios para Cãs


 ...reeducação para idosos


Doenças surgem ou se agravam com a idade e essas doenças refletem no envelhecimento da nossa população e o aumento da longevidade, mas, cada vez mais pessoas estão vivendo mais, perto do chamado limite biológico.

Este contexto desafia as instituições e os profissionais de saúde, já que o processo de envelhecimento acontece de diversas formas em cada pessoa e essas especificidades têm um grande impacto sobre os cuidados especiais que devem ser tomados com o paciente idoso.

Os exercícios de alongamento para idosos são importantes para a manutenção do bem-estar físico e emocional, mas devem ser realizados com cuidado para evitar lesões, por isso, fale com seu médico antes de iniciar essa nova atividade.


A prática regular de exercícios de alongamento ajuda aumentar a flexibilidade dos músculos e articulações, favorece a circulação sanguínea e faz com que seja mais fácil realizar algumas atividades diárias em sua casa.


Fontes: www.tuasaude.com/ www.einstein.br/ 
Fotos: www.google.com.br      Vídeo: www.youtube.com